Nova tabela do imposto de renda favorece 25 milhões de brasileiros contribuintes do imposto de renda

A Medida Provisória 670, contendo as mudanças na tabela progressiva do IR, foi publicada no Diário Oficial. Com essa correção, alguns contribuintes passaram a não recolher o imposto, pois foram considerados isentos. Por exemplo: um contribuinte que tinha rendimentos de R$ 1.900,00 na antiga tabela ainda sofria a tributação, logo na tabela ajustada, não precisará mais recolher.

Assim, na declaração do ano de 2016, esses contribuintes terão sua recompensa, mesmo que tenham recolhido de janeiro até março desse ano. Podemos notar que nas declarações de 2015, houve menos restituição e mais pagamento de imposto de renda, por conta disso,  essa tabela estava mais que sendo aclamada com o objetivo de tornar mais justa essa tributação.

Portanto, Segundo o Ministro da Fazenda a medida vai beneficiar cerca de 25 milhões de brasileiros, em especial as 16 milhões de pessoas que ficarão isentas do tributo neste ano. Ele afirmou que com o reajuste na tabela o governo deixará de arrecadar 6 bilhões de reais neste ano.

Veja a nova tabela:

Alíquota do impostoReajuste aplicado nos valores da tabela anterior para a novaFaixa de renda válida pela nova tabela (R$)Parcela a deduzir do IR (R$)Faixa de renda válida pela tabela anterior (R$)
27,50%4,50%Acima de 4.664,68869,36Acima de 4.463,81
Isento6,50%Até 1.903,98--Até 1.787,77
7,5%6,50%De 1.903,99 até 2.826,65142,8De 1.787,78 até 2.679,29
15%5,50%De 2.826,66 até 3.751,05354,8De 2.679,30 até 3.572,43
22,50%5,00%De 3.751,06 até 4.664,68636,13De 3.572,44 até 4.463,81